segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Dois papas, um livro e um filme (que não é um documentário).


 
 

 
Anda aí certa polémica por causa do filme «Os Dois Papas»
Para começar, convém dizer que o realizador, Fernando Meirelles, é autor de um filme espantoso, a espantosa Cidade de Deus. Não é um «autor» de cinema, mas também não é um realizador inepto, sobretudo em termos narrativos ou técnicos.
Quanto a este, convém então dizer que:
 
1 – É uma obra de ficção, ainda que baseada em factos reais; num certo sentido, é um filme delicodoce, com os papas a beberem Fanta e a comerem pizza, a verem jogos de futebol, explorando bem a ambiguidade entre o extremo formalismo (a escolha dos Papas, as vestes, os ritos) e a informalidade íntima de dois «amigos». A trouvaille está aqui: contrastar o aparato simbólico da Igreja e a humanização extrema dos protagonistas máximos desse aparato. Como obra ficcional (repete-se: como obra ficcional) é um filme sedutor, tecnicamente bem feito, com uma história bem contada  e, se quisermos, «bem conseguido» (as interpretações, incluindo a de Hopkins, não são particularmente densas ou profundas, ajustando-se, até aí, ao tom geral do filme, nada dramático ou sombrio, e, pelo contrário, bastante alegre e festivo, porventura em demasia). Mas não é um «grande filme» ou, como antes de dizia, um «filme de tese», no sentido em que não apresenta uma reflexão profunda e grave sobre as angústias destes dois homens, sobre o lugar que ocuparam ou ocupam na Igreja, sobre os seus dramas e os seus mistérios. Não é uma grande obra cinematográfica, é um filme comercial e apelativo, «agradável de ver».
  
2 – Não é uma obra, parece-me, que vá agradar a anticlericais ou a ateus militantes, pois, ao fim e ao cabo, dá um retrato humanizado dos dois papas, e não resvala no furor clássico (e estúpido) contra Josef Ratzinger. Os dois homens são retratados ficcionalmente como devem ser: o intelectual Ratzinger, a jantar sozinho e a falar latim; Bergoglio, homem do mundo, do tango e do futebol. São retratos caricaturais, talvez exagerados mas, importa dizê-lo e recordá-lo sempre, isto é um filme, não é um documentário.
 
3 – Ao contrário da opinião de alguns católicos (como João Duarte Bleck no Observador), creio que Bento XVI não sai maltratado daqui. Pelo contrário, aparece até como o «padrinho» de Bergoglio, o homem que preparou e desenhou a sua sucessão ao Papado – o que, à semelhança das marcas de carácter de Josef e Jorge, sublinhadas a traço grosso, é também um exagero ficcional (mas, desta feita, um exagero ficcional até favorável a Bento XVI…) Há a questão da pedofilia, que não pode ser tratada como uma questão menor, obviamente, mas ela é tão complexa que, por ora, me absterei de a comentar. O que me parece, numa primeira impressão, é que Bento XVI não surge como o «encobridor» dos escândalos de pedofilia e, factualmente, o que é dito no filme está certo e correcto do ponto de vista da verdade histórica (mas confesso que não estudei o assunto em profundidade). Para quem, como eu, leu o livro em que o filme se baseia, este até é mais simpático para Ratzinger do que a obra de Anthony McCarten, de que já falei aqui no Malomil.
 
Em suma, um filme, não um grande filme. Um filme, não um documentário. Agradável de ver, que merece ser visto, até para poder ser criticado. Mas, uma vez e sempre, inteligência e serenidade nestas coisas, como em todas. Não transformem este filme num Je vous salue, Marie porque, para o bem e para o mal, não o é.
 
 
 
 

2 comentários:

  1. Lembrei-me do Habemus Papam, do Moretti. Gostei desse. Este, logo veremos. Não está nas minhas prioridades, mas o realizador é bom.

    ResponderEliminar
  2. LOTTO, lottery,jackpot.
    Hello all my viewers, I am very happy for sharing this great testimonies,The best thing that has ever happened in my life is how I win the lottery euro million mega jackpot. I am a Woman who believe that one day I will win the lottery. finally my dreams came through when I email believelovespelltemple@gmail.com and tell him I need the lottery numbers. I have spend so much money on ticket just to make sure I win. But I never know that winning was so easy until the day I meant the spell caster online which so many people has talked about that he is very great in casting lottery spell, . so I decide to give it a try.I contacted this great Dr Believe and he did a spell and he gave me the winning lottery numbers. But believe me when the draws were out I was among winners. I win 30,000 million Dollar. Dr Believe truly you are the best, all thanks to you forever


    ResponderEliminar