quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Andanças com Heródoto.

 
 
 
 
 
 
Mas, mesmo reconhecendo a superioridade dos seus compatriotas, o nosso grego não lhes poupa críticas. Dá-se perfeitamente conta de como os bons hábitos de debate e de liberdade de expressão se podem, facilmente, transformar em discussões vazias e nocivas. Mostra que os Gregos são capazes de discutir, mesmo no campo de batalha, com o inimigo em frente., Ao ver a marcha dos soldados de Xerxes, que pegam nas espadas ou disparam as flechas, os Gregos começam a discutir o que é melhor: se começar a combater pela esquerda ou pela direita? Será que esta predisposição para a discórdia foi a principal causa de não serem capazes de formar um estado comum?
 
(Ryszard Kapuscinski, Andanças com Heródoto, trad. portuguesa,
Porto, 2007, pág. 216).


Sem comentários:

Publicar um comentário