sábado, 7 de julho de 2012

Gallery of Lost Art.

.
.
.

Robert Rauschenberg, Erased de Kooning Drawing, 1953



Corria o ano de 1953. Willem de Kooning, um nome consagradíssimo, recebeu a visita de um jovem artista, Robert Rauschenberg. Este queria que Kooning lhe desse um desenho da sua autoria. Para guardar uma recordação do Mestre? Não. Para apagar o desenho com uma borracha e expô-lo como obra sua. A criação da destruição. Passada alguma perplexidade inicial, Kooning ofereceu-lhe um desenho, Rauschenberg apagou-o e hoje figura no Museum of Modern Art de São Francisco. O desenho de Kooning desapareceu para sempre… Calma, calma, não é bem assim: desde há dias que é possível reencontrá-lo, na sua forma original, antes da intervenção destrutiva de Rauschenberg. A Tate lançou um arquivo digital fabuloso de arte desaparecida e perdida, Gallery of Lost Art. Mais notícias, aqui, endereço aqui.




Sem comentários:

Publicar um comentário