terça-feira, 14 de abril de 2020

Coisas chatas de pensar sobre a Coisa.



René Magritte, Les amants, óleo sobre tela, 54 cm x 73 cm,
1928







1 – Que esta Coisa da Covid-19 não passa de um episódio, mais um, da crise ambiental que há muito se desenvolvia sob a forma de Desastre Climático Iminente. Portanto, é provável que episódios como este da Coisa da Covid-19 se venham a repetir, sob a forma de doença ou outra.


2 – Ou seja, a juntar à Coisa da Covid-19 e às suas sequelas e mazelas (políticas, económicas, sociais), iremos ter de enfrentar, no tempo que em nossas vidas nos resta, com Coisas iguazinhas e provavelmente bastante mais piorzinhas do que esta Coisa da Covid-19.


3 – Que esta Coisa da Covid-19 poderá ter suspendido e até retardado um bocadito o Desastre Climático Iminente, mas que, se não houver tino e juízo mundiais, o retorno à «normalidade» e o afã de «reconstruir» sem olhar a meios ainda irão ser mais graves para o acelerar do Desastre Climático Iminente.


4 – É muito pouco provável que haja tino e juízo mundiais.


5 – Ou seja, é muito provável que o Desastre Climático Iminente se vá tornar ainda mais iminente e ainda mais desastroso.


6 – Esta Coisa da Covid-19, dizem alguns (Bruno Latour & compinchas), serviu de «ensaio geral» para o Desastre Climático Iminente mas, digo eu, não serviu de «ensaio geral» para Coisa nenhuma e se serviu foi para mostrar o quão pouco estamos – e continuaremos a estar – preparados, organizados e sobretudo unidos para enfrentar a Coisa do Desastre Climático Iminente.


7 – Ou seja, vai ser no mínimo chato.


8 – Que o desconfinamento é uma operação mil vezes mais complexa do que o confinamento, pois o confinamento é uma Coisa simples, é pôr as pessoas em casa e em casa ficam em segurança, tout court e sem mais, enquanto o desconfinamento é uma Coisa que implica tirar as pessoas de casa, sim senhor, mas não é tirar por tirar, é tirar as pessoas de casa com segurança. E, já agora, fazê-las viver um tempo novo sem as coordenadas do antigo.


9 – Ou seja, se achamos que esta Coisa da Covid-19 é complicada, a Coisa depois da Coisa da Covid-19 vai ser ainda e muito mais complicada.


10 – E a culpa não é desta Coisa da Covid-19, coitadinha, que faz aquilo para que existe e foi criada, a culpa é dos seres humanos que já antes desta Coisa da Covid-19 chegaram à beirinha beirinha do Desastre Climático Iminente e para chegar ao Desastre Climático Iminente não foi preciso a Coisa da Covid-19, bastou a Coisa do Ser Humano.


11 – Ou seja, como nós não podemos nem queremos e nem jamais devemos acabar com os seres humanos – novos e velhos, com todos os seres humanos, porque todos são humanos e porque todos são seres –, como nós não podemos acabar com os seres humanos, dizia, e como o problema fulcral está na Coisa do Ser Humano, vamos ter muita Coisa à nossa frente, como atrás se disse.


12 – E tudo isto são Coisas chatas de pensar, mas Coisas em que devemos ter a chatice de pensar (e não é por não pensarmos nelas que elas vão deixar de acontecer.)












Sem comentários:

Publicar um comentário