terça-feira, 31 de março de 2020

Caminhada ao sol.




Caminhada ao sol.

Pequena balada ou pequeno passeio. Soa igual em francês: petite ballade, petite balade. Pequena balda é que já é abusar das letras.

A balada está garantida por enquanto. O passeio, é aproveitar enquanto puder. A caminhada pode até ser ao sol, se curta. Sofremos, sofreremos, mas não andamos aqui só-só para sofrer. Não é preciso meter-se à chuva se não tiver de ser. Pode mesmo levar um bocadinho mais de tempo que os 3 minutos da balada, e somar-lhe mais 3 de uma outra mais enérgica e energizante, especialmente pensada para se fazer à estrada.

O que se dispensa é a balda. Para não penarmos todos debalde.

Petite Ballade para violoncelo e piano, de Anton Arenski (2 pièces op 12 : 1). Aqui com N. Savinova e V. Yampolsky.



Melody Road, de Joe Hisaishi. Pelo quarteto de cordas OST.



Manuela Ivone Cunha







Sem comentários:

Publicar um comentário