terça-feira, 10 de março de 2020

Pas à pas.

 
 
 
 
A Teresa vive há um montão de anos, mais do que a conta, na Polónia-Polanda. Faz parte da mobília dos expats de Varsóvia, e até gosta. Foi lá, creio, que conheceu os pais da Teodora Cousens e, claro, a própria da Tedoroa Cousens, uma menina meio inglesa, meio polaca, que com 10 anos desenhou o Philippe Petit a caminhar navegar entre as Torres Gémeas. É claro que o Malomil não podia ficar indiferente a tudo isto e daí ter andado semanas a suplicar à Teresa que me deixasse publicar o desenho da little Teodora, que está lá em cima. Lá em cima como o Petit.
 


 
 
Post scriptum: a Teresa Teresinha escreveu-me logo a rectificar que não são as Torres Gémeas de Nova Iorque, são a Torre Eiffel e o Palac Kulturi i Nauki de Varsóvia e eu lembrei-me logo do dia em que eu e ela andámos ali horas por tudo quanto era canto e recanto do Palac Palac Kulturi i Nauki, a abrir todas as portas e a tentar ir a todos os sítios para ver, para ver, os dois a cuscar as vísceras daquela maravilha horrenda.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



Sem comentários:

Publicar um comentário