terça-feira, 2 de julho de 2019

A vida é um lugar estranho.

 
 
O autor, Behrouz Boochani



Nas páginas do TLS, uma história extraordinária. Um jornalista curdo, preso na penitenciária de Manu, na Papua Nova Guiné, sob jurisdição australiana, escreveu um livro inteiro no seu telemóvel, usando o Whatsapp. O livro causou furor e recebeu um dos mais prestigiados galardões literários da Austrália, o Victorian Prize for Literature, mas o autor não o pôde receber pois continua detido em Manu. Até o processo de tradução para inglês foi complicado, como se descreve aqui. No Friend But the Mountains, assim se chama a obra. Um caso literário, e não só.

 

 
 
 
 
 
 
 



 


Sem comentários:

Publicar um comentário