terça-feira, 2 de julho de 2019

De olhos em bico.




 
         Quando todos os dias se sucedem notícias sobre aquecimento global, extinção de espécies, perda de biodiversidade, o exemplo que uma nação «civilizada» como o Japão dá ao mundo é este, terrível. Após 30 anos, repetimos: 30 anos, três décadas, de proibição, o Japão decidiu o impensável e autorizou que fosse retomada a pesca comercial de baleias. Trinta anos não deram para que a frota pesqueira e os pescadores se adaptassem, que os hábitos alimentares se alterassem, largando de vez o apetite voraz por baleias? Ou será que, como avançam alguns, nestes trinta anos se manteve a pesca comercial de baleias, disfarçada de propósitos «científicos»? Seja como for, fica a questão: que se obtiver de lucro nesta matança compensa o dano causado na imagem do Japão no mundo?
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário