quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Tigres de Papel.

. . .

.
.












 
 
 
Há uns tempos, tivemos por cá uma riquíssima colecção de cartazes da 2ª Guerra. A Arte da Guerra, na Fundação Berardo. Mais recentemente, num outro registo, as fabulosas Vanguardas Russas, na Fundação D. Luís, em Cascais. Agora, os posters do maoismo, na Fundação Oriente, uma grandiosa exposição (até 27 de Outubro). Dois livros publicados em França, nas edições Les Echappés, complementam-se: um, da autoria de Romain Ducoulombier, mostra os cartazes do comunismo (Vive les Soviets. Un siècle d’affiches communistes); nos antípodas, Mort aux Bolchos. Un siècle d’affiches anticommunistes, de Nicolas Lebourg. Com as devidas desculpas ao amigo que me falou destes livros, confesso que acho os cartazes franceses algo pálidos e desengraçados. Para quem quiser colorido e criatividade, nada como uma selecção dos tempos da Guerra Fria: Posters of the Cold War.
 
 
António Araújo
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário