segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Santa Maria - 1

.
.
-
.



Arquivo Fototeca do Palácio Foz
(actualmente, na Direcção-Geral de Arquivos/Torre do Tombo)
 
 
 
 
 
A 16 de Fevereiro de 1961, o navio reentrava no Tejo, estando a aguardá-lo na Estação Marítima de Alcântara, uma arregimentada multidão de portugueses.
Salazar não discursou. Embora o navio tivesse voltado à soberania portuguesa, sentia-se humilhado no seu íntimo. Limitou-se, assim, a uma curta declaração do alto do varandim da gare: “Temos o Santa Maria connosco. Obrigado portugueses”.
O desvio do Santa Maria, embora não tivesse provocado a queda do regime salazarista, representara um enorme golpe na sua credibilidade dando a conhecer mundialmente a falta de liberdade política em Portugal.

(in Henrique Galvão - Um Herói Português, de Francisco Teixeira da Mota)
 
 
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário