segunda-feira, 23 de outubro de 2017

The Book of Vision, de Joseph Lawrence.

 
 




Quem lançou a primeira bomba?

 
 

Histórias que o Povo Conta

 
 

Seattle.

 
 





Fotografias de Onésimo Teotónio Almeida
 

São Cristóvão pela Europa (24)

 
 
 
 
Colegiada de Nossa Senhora, Huy, Bélgica.
2 de Agosto de 2012
 
Segundo Lawrence  Cunningham, Professor de Teologia na Universidade de Notre Dame nos Estados Unidos, tanto Erasmo de Roterdão como Lutero consideravam a personagem São Cristóvão como uma recriação cristã da lenda de Hércules da Antiguidade pagã.
 
José Liberato
 
 

Modernismo Brasileiro, que coisa mais linda.

 
 


No Museu Berardo, a partir de dia 26, mais informações aqui.

Noções de Higiene, de José A. Fernandes.

 
 


 
Os pés andam, como se sabem, normalmente encerrados em peúgas e calçado, o que torna o seu arejamento muito difícil.
 

A nossa terra.

 





Colecção particular de Francisco Teixeira da Mota  
 
 
 

Alma Mater, de C. R. Benstead.

 
 



domingo, 22 de outubro de 2017

Atrás da Porta.

 
 

 
 
 
Atrás da Porta, numa das mais lancinantes interpretações de Elis. Sobre ela, sobre ela Elis, um texto no ECO, aqui.
 

As Ruínas do Império Russo, por Manuel Chaves Nogales.

 
 
 
O príncipe Iussupof, que matou Rasputine, com sua esposa, a princesa Irene...

Lisboa, secreta e misteriosa.

 
 

V Festival da Abóbora (com workshops). Termina hoje.

 
 
 
 
 

Inverno no Outono em Washington State.

 
 




Fotografias de Onésimo Teotónio de Almeida

 

sábado, 21 de outubro de 2017

Stoned in Paris.

 
 
 













 
Com os Stones é tudo mítico. Neste caso, são as míticas fotografias da mítica temporada do mítico Keith Richards e da sua mítica companheira, Anita Pallenberg, na não menos mítica Villa Nellcôte, que está instalada, aliás muitíssimo bem instalada, em Villefranche-sur.Mer, Alpes Marítimos. Isto foi em 1971, mas o fotógrafo, Dominique Tarlé perseguia os Rolling Stones desde Outubro de 1964, quando a banda mítica do carismático Mick Jager deu um concerto no mítico Olympia. O jovem Tarlé, de dezasseis primaverazinhas, munido de uma velha mas mítica Leica, convenceu a filha do mítico Bruno Coquatrix a deixá-lo entrar na mítica casa de espectáculos da Cidade-Luz. Depois disso, foi uma vassourada completa nos Stones, anos a fio, e é isso que está patente na Galerie de l’instant, até 29 de Outubro. «Stoned in Paris», a preto e branco e a cores, mais uns perfumes de Hendrix. Galeria do Instante, em Paris, claro. Quem pode, vai. Quem não pode, vê daqui.

 

Sim, é Portugal: tem mal?