domingo, 6 de maio de 2012

Dia da Mãe.

,
.

Maria Tchebotareva




Ao tentar encontrar alimentos para os seus quatro filhos, durante as grandes fomes de 1932-1933, Maria Tchebotareva alegadamente furtou um quilo e trezentos gramas de centeio da sua antiga propriedade, que havia sido confiscada pelo Estado no decurso do processo de colectivização. Maria Tchebotareva foi condenada a dez anos no Gulag. Cumprida a pena, em 1943, esta seria arbitrariamente ampliada até ao fim da guerra, em 1945. Após ser libertada, Maria Tchebotareva foi obrigada a viver no exílio, nas imediações do seu antigo campo de reclusão, situado a norte do Círculo Polar Ártico. Maria Tchebotareva só pôde regressar a casa em 1956, após a morte de Estaline. Depois de libertada, nunca conseguiu reencontrar os seus filhos.


Sem comentários:

Publicar um comentário