sábado, 23 de junho de 2018

São Cristóvão pela Europa (65)

 





Igreja e capela de São Cristóvão, Racour, Bélgica, 11 de Março de 2018
 
Apesar do progressivo abandono da prática religiosa na vida quotidiana a que se assiste em países como a Bélgica, o culto e a memória de São Cristóvão não desaparecem.
aqui referi o caso da aldeia de Hannut situada na Valónia, província de Liège. 
 
Mas visitei uma outra aldeia na mesma província e região da Bélgica onde o culto de São Cristóvão permanece: trata-se de Racour.
A igreja paroquial é dedicada a São Cristóvão. Tem uma imagem do santo, esculpida em carvalho, da passagem do Século XIII para o XIV. Tem a altura de 2,95 metros e segundo o arqueólogo Borchgrave d'Altena, seu restaurador, é das mais antigas estátuas em madeira de São Cristóvão.
À entrada da aldeia existe uma capela modesta datada de 1823 com a inscrição St. Christophe PPN. O PNN quer dizer priez pour nous ou seja rezai por nós. No interior mais uma imagem do santo, de cariz popular.
 
José Liberato
 

Sem comentários:

Publicar um comentário