quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Golpe de génio.





toda a gente é esquisita, só que alguns não se matam e outros conseguem sorrir.
 
Não tenho gosto apurado nem competência informada para me pronunciar a fundo, mas O da Joana, de Valério Romão, parece-me obra absolutamente extraordinária – e ímpar, nas letras lusas de nossos dias.




1 comentário:

  1. Houve contudo um acidente,um rasgão nO da Joana, que significará.

    ResponderEliminar